quarta-feira, 13 de julho de 2011

Oriki de Oxum

Oriki de Oxum

Penas de papagaio e bronze
no veludo da pele 
Branco búzios 
acariciar os lábios sensual 
dela brilham os olhos na Floresta 
como o sol no rio 
Ela é a sabedoria da floresta 
Ela é a sabedoria do rio 
Onde o médico falha 
Ela cura com água fresca 
Onde medicina é impotente 
Ela cura com água fria 
Ela cura a criança 
e não cobra nada mãe 
Ela alimenta a mulher estéril com 
mel e seu corpo seco incha 
como uma fruta de palmeira suculenta 
Oh quão doce é o toque 
de uma criança é a mão de sua mãe 
Oh quão doce é o amor de 
              Oxum





Oshun's Oriki











Brass and parrot feathers
on velvet skin
White cowrie shells
caress sensual lips
Her eyes sparkle in the Forest
like the sun on the river
She is the wisdom of the forest
She is the wisdom of the river
Where the doctor fails
She cures with fresh water
Where medicine is impotent
She cures with cool water
She cures the child
and does not charge the mother
She feeds the barren woman with
honey and her dry body swells up
like a juicy palm fruit
Oh how sweet is the touch
of a child is hand to his mother
Oh how sweet is the love of
              Oshun


Oshun's Oriki



Oriki Oshun,
Mbe, Mbe ma Yeye!
Mbe, MbeL' Oro!
Oshun awuraolu ...
Serge si ehewe roju oniki
Latojoku awede we mo
Eni ide ki su omi a sanrere
Alose k'oju emuji o san rere
O male adale o san rere
Ashe-o





Prayer

Oshun who is full of understanding, who digs sand and buries money there.
The woman who seizes the road and causes men to run away.
Oshun the river which the King cannot exhaust...
Oshun the one who does things without being questioned.
One who has large robust breasts.
One who has fresh palm leaves, who is never tired of wearing brass.
The huge, powerful woman who cannot be attacked.
Most gracious mother...
Onikii, who knows the secret cults but does not disclose them
the gracious mother, the queen of the river.
One who has a cool, fresh throne.
The mother who has neither bone nor blood.
Legends abound about this female force, but she is to be respected on all levels.
She is Olofi's representative to remind of the love that should exist in the universe.

Ashe-o



Oração

Oxum o que faz as coisas sem ser questionada.
Oxum, que é cheia de compreensão, que cava a areia e enterra o dinheiro.
A mulher que toma a estrada e faz os homens fugir.
Oxum o rio que o rei não pode esgotar ...
Que tem seios grandes e robusto.
Aquela que tem as folhas de palma doce, que nunca está cansada de usar o bronze e o latão.
A mulher, grande e poderosa que não pode ser atacada.
A Mãe mais graciosa ...
Onikii, que conhece os cultos secretos, porem não divulgá-os
A mãe graciosa, a rainha do rio.
Aquela que tem um trono, moderno e fresco.
A mãe que não dispoem nem ossos e nem sangue.Lendas abundam sobre essa força feminina, mas ela deve ser respeitada em todos os níveis.
Ela é representante Olofi para lembrar do amor que deve existir no universo.

Ashe-o


Oriki for Oshun










Oriki Oshun

Iba Oshun Sekese

Iba Oshun Olodi
Latojoku Awede We'mo

Iba Oshun Ibu Kote

Yeye Kari

Latokoko Awede We'mo

Yeye Opo

O San Rere O

Ashé


Oriki For Oshun

Oshún mori yeyé o

Aladé Ko yu oni male

Eni titi ekó ofidere ma oto efún

eni gua ni kado magueni cobori

Ñagueni cobori


Ashé OshuM









Mamãe Oxum, abre tuas vestes sobre mim
deixa respingar o brilho de tuas cores
Deixa penetrar o perfume de tuas flores
Mamãe Oxum, despeja tudo no meu Orí


Que meus caminhos sejam os rumos da Mãe
Que em cada ato eu lembre da perfeição
Que em cada segundo eu respire a inspiração
Sem esquecer das mãos de minha Oxum


Ah Oxum, canto meus cantos, minha energia
Banhada pelo sol reluzente de Pai Oxalá
Minha Mãe me deixe como a estrela que brilha
Ensina no meu entender o teu doce amar


Oh Oxum, Mãe da Prosperidade
A ti eu rogo, obedeço e reverencio
Tu és o orvalho da madrugada
A luz no meu peito ensolarada
O doce cantar do pássaro no ninho


Oh Oxum, Mãe das águas claras
Tua alegria muito me ilumina
Santa Clara, Mãe Iemanjá, Mãe de Misericordia
Toca-me o ventre, semente da vida


Que Oxum se manifeste em minhas mãos
Que a Deusa próspera abençoe o meu viver
Oh Mãe das cachoeiras reluzentes
Mostra-me Mãe como eu devo vencer


Que as suas pétalas de amor infinito
Permeie tudo e a todos ao meu redor
Sempre enaltecendo tua gloriosa presença
Oxum, senhora das filhas, mães e avós


Amada Mãe que sempre me acalanta
Oxum Mãe, Oxum Mulher
Dá-me um pouco Mãe dos teus encantos
Tuas mágicas, tua beleza, um punhadinho do que és


Oh Mãe abençoada no coração amada
Oxum de águas doces e belos lírios
Mergulha esta tua filha nas tuas cores
Deixa-me Mãe eu portar teus Erês, beija-flores
No ventre onde abrigarei um belo ninho.






Nenhum comentário: